Curso de Som Perestroika - Sábado VI

Esta aula foi ma-ra-vi-lho-sa! Sempre que tem a ver com escrever eu amoooo! Tah certo que a publicidade e/ou a tecnologia são bem interessantes e inclusive bem atuais. Mas, como escrever é minha paixão, a aula de composição, sem dúvida, estaria entre minhas preferidas!

Composição aí engloba letra e melodia, como deveria ser; e o professor do dia foi o compositor Rodrigo Leão, de São Paulo. Com a banda Professor Antena, pertenceu à cena musical da década de 80, época em que consolidou muitas das relações artísticas que ainda mantém.

Falando sobre composição, o Rodrigo falou muitas frases relevantes e nos deu algumas dicas. Algumas das frases foram:

O sucesso é muito mais o gosto de quem houve do que o talento de quem faz.

A aceitação do público dita o que é sucesso. Não tem nada a ver pensar que algo não faz sucesso porque o criador não tem talento.

Música é o pano de fundo emocional da vida.

E não é? Eu não discordaria nunca dessa afirmação. Há quem discorde?

A música permite que você expanda seu raio de troca.

Sim! Através da música podemos alcançar pessoas distantes de nós, pessoas que talvez não tivéssemos contato se não fosse musicalmente. A música nos permite ir mais longe.

Você deve criar algo que significa alguma coisa para você e/ou para quem está perto de você.

A verdade se expande e se mantém; o que não for verdade, mesmo que se expanda, não dura. E, para conseguirmos esta verdade, devemos estar preocupados com ela, conosco, e não com o que os outros pensam; caso contrário não será a nossa verdade.

Ele completou dizendo que, para fazer sucesso no Brasil tem que ser popular. Por exemplo, a música Saideira, interpretada pelo grupo Skank, foi escrita pelo Rodrigo em 15 minutos e foi um sucesso. Já a música Formato mínimo, interpretada pela mesma banda, a qual levou quatro meses para escrever, mais densa e com um vocabulário mais apurado, não foi nem música de trabalho. É sim muito admirada, mas não teve o mesmo sucesso!

Quanto às dicas:

  1. Fluxo de consciência (Mapa mental): este exercício serve para abrirmos mão do controle. Mentalizamos o assunto tema e nos permitimos, a partir dele, sequenciar outros temas, relacionados, mas sem a obrigatoriedade de racionalizar o que segue. Quando nos damos conta, montamos uma seqüencia com idéias que nunca relacionaríamos se o fizéssemos conscientemente, controlando-nos.
  2. Práticas de composição: internet; o quanto se leu e ouviu de música; quanto maior o número de acordes que se souber melhor; ter um assunto central (senão não haverá onde chegar).
  3. Encontrar em outras obras, de música ou literatura, idéias que inspirem.
  4. Retirar frases, copiar pedaços de músicas ou textos litarários a fim de formar os seus.
  5. Poder + memória: palavras. Façamos bom uso desse poder!

Todas estas dicas e frase foram muito bem vindas! Agora terei de pensar, dedicar-me para expressar minha verdade pessoal, que, conforme Rodrigo Leão, nada mais é do que um texto original + uma forma original.


Comentários

Postagens mais visitadas