domingo, 23 de novembro de 2008

Irreversible


video


Filme francês lançado em 2002. Eu o assisti semana passada e juro: é um soco no estômago! Não adianta! Tem coisas que são irreversíveis e, por mais que você faça, não tem como mudá-las!

O filme é uma obra de arte! A história é contada de trás para frente e por diversos momentos temos a imagem rodando na tela. Ao meu ver, ambos os recursos servem para expressar que nem sempre temos nossa vida em ordem, não temos tudo sob controle.

Arte é subjetiva! Permite diferentes interpretações. O filme aborda diversos aspectos interessantes que poderiam ser discutidos aqui: a importância da sexualidade nas nossas vidas, a independência feminina, a omissão frente ao problema do outro; isto para citar alguns, pois são inúmeros.

Entretanto, o principal é como as coisas podem de uma hora para outra ir da tranqüilidade suprema para o desespero extremo, da racionalidade à irracionalidade. Somos racionais sim, mas certos sentimentos, do prazer ao medo, podem nos deixar totalmente instintivos.

Vale muito a pena assistir a esse filme! Eu recomendo! Mas prepare-se, tem cenas fortes. E sobretudo, assista ao filme duas vezes seguidas (eu fiz assim). Por quê? Bem, nós temos uma tendência a querermos finais felizes e muitas vezes deixamos essa vontade prevalecer sobre a imagem.

Assista o filme duas vezes! Só assim você se dará conta de alguns detalhes (um em especial, não direi qual) e terá certeza de que há coisas irreversíveis na vida e que agir/tomar decisões de cabeça quente pode contribuir para que tenhamos atitudes tão ou mais irracionais do que aquela que queremos consertar.

P.S. se alguém que já assistiu quiser palpitar sobre o detalhe em questão... a minha dica é que tem a ver com o Tênia; ninguém que eu conheço que viu o filme uma vez só se deu conta disso; será que você sabe do que estou falando ou preferiu ver o final feliz?

Nenhum comentário: