terça-feira, 22 de setembro de 2009

Dúvida

O que é viver?
Curtir todas as baladas?
Acompanhar a galera?
Ter diversos amantes?
Vez em quando festejar?
Com amigos distintos contar?
Um grande amor experimentar?
Ficar só? Só ficar?

O que é prazer?
Um orgasmo?
Um afago?
Uma música?
Um livro?
Um pensamento?
Um sorriso?

Bem, já tenho minha opinião!
Mas, questionar a si mesmo
É a principal questão.

4 comentários:

Carla Soares disse...

Adorei! Tantos questionamentos... é a essência da vida mesmo. Às vezes parece que quanto mais nos questionamos mais ficamos confusos. Mas esse é justamente um dos processos que cedo ou tarde nos ilumina. Esse poema é um reflexo da tua personalidade. Aquela que tá sempre em busca de algo mais. E admiro muito, beijos!

Jogos disse...

não gostei das maiúsculas e das rimas, mas gostei das inquietações e da universalidade delas...
e acho que viver é fazer o que se quer, não se esconder, e, principalmente, não fugir do desejo, isso inclui não cultivar dogmas.
e te asseguro que um amor perene vale a pena, e não invalida viver intensamente e com a intensidade da vida, das pessoas que nos cercam e dos excessos necessários. não havendo comodismo e covardia, penso é possível ter tudo.

Leandro Coimbra

Orides Silent disse...

Questionar a nós mesmos: inquestionável e insdispensável...ainda que tenhamos respostas pra tudo. E como é bom não ter respostas...como é bom ter dúvidas.
Belo texto, Karina!
Bjos!

ggimenez disse...

Oi Karina, estive um pouco desaparecida, mas cá estou.
È bom esses questionamento faz-nos crescer e ir sempre em busca da nossa felicidade.Beijos linda!! Aparece no meu blog.